Peneirou Gavião
Jackson do Pandeiro

Ô Peneirou, peneirou, peneirou gavião
Os ares para voar
Tu belisca mais não come gavião
Da massa que eu peneirar
Da massa que eu peneirar
Da massa que eu peneirar

Gavião bicho malvado
É tinhoso e aventureiro
Mais da minha fina massa
Gavião não vê o cheiro

Gavião passou voando
E na massa quis pousar
Filózinha gritou
Gavião foi-se a voar

Quem tiver sua fina massa
Não se de por esquecido
Pois se eu deixo a minha a toa
Gavião tinha comido