Saudade de Um Amigo
Jackson do Pandeiro

Jamais esquecerei um grande amigo
Que há muito viveu comigo
Companheiro de jornada
Nas épocas passadas
Chorava eu na sanfona ele no pinho
Cantava igual a um passarinho
Até alta madrugada
Depois este amigo meu morreu
Até a minha sanfona emudeceu
Um dia próximo senti minha inspiração
E eu então fiz este choro que é uma recordação
No choro eu demonstro sentimento
Que fez muitas vezes meu coração pulsar
Eu que era tão alegre e fico triste
Outro amigo pra mim não existe
Quem me dera se ele um dia pudesse voltar
Ele dorme o sono da eternidade
Em seu tumulo tem escrito:
?O jazigo da saudade?
Quando ele partiu daqui pra o além
Não deixou um adeus a mim por despedida
Agora recordando a boemia
Não tenho mais alegria
Sinto falta de alguém