Cigano
Jamelão

Cigano
Abandonei o meu bando
Só pra viver cantando
Eu julguei ser melhor assim
Porque as barracas modestas
Não continham as festas
Que eu iria encontar
Neste mundo sem fim

Engano
Tanto por eu ter chorado
Por ter me iludido assim
Procurando enganar-me em vão
Porque os que vivem chorando
Se disfarçam cantando
É o que hoje se passa em mim

Canto porque eu preciso esquecer o que fiz
Choro porque eu jamais poderei ser feliz
Troquei a cigana de tranças compridas
Por outras mulheres fingidas
Que só sabem falar mal e zombar
Do que a gente diz