Êta Dor De Cotovelo
Jamelão

Êtá dor de cotovelo dos diabos
Que saudade,que vontade
De morrer
que adianta eu encobrir
As aparências
Se me olhando
Todo mundo vai lhe ver.

Êtá dor de cotovelo
dos infernos,
Deste jeito não vai dar
Pra lhe esperar
Qualquer dia tomo um fogo
as escondidas
Choro e saio por aí
Pra lhe buscar.

Êtá dor que não devolve
Quem se ama
Êtá dor que ninguém quer
Dizer que tem
Disfarçada num sorriso mentiroso
É um pedaço de saudade
De alguém.