Apartamento 37
Léo Canhoto e Robertinho

Briguei com ela só pra ver ela chorando
Porque sabia que ela gostava de mim
Queria apenas ver seu pranto derramando
Jamais pensei que aquela briga fosse o fim

Ela foi embora sem dizer pra onde ia
E eu fiquei triste, sozinho a chorar
O sol desceu e a lua veio novamente
Eu esperava mas meu bem não quis voltar

Segui seu rastro na areia da estrada
Na esperança de encontrar o meu benzinho
Mas de repente veio a chuva e apagou
Lá da estrada o sinal dos seus pézinhos

Fiquei tão triste sem saber o que fazia
Pus um anúncio no jornal dizendo assim
Se alguém achar meu amorzinho tenha pena
Faça o favor de devolver ela pra mim

Meu endereço vou deixar esclarecido
Porque talvez alguém a possa encontrar
Moro na rua da amargura vinte e cinco
Apartamento 37, quinto andar