Bendito Dia
Léo Canhoto e Robertinho

Bendito dia que encontrei você chorando
Abandonado caminhando pela rua
A pouca roupa que cobria o seu corpo
Deixava ver sua pele quase nua.
Eu tive pena ao te ver daquele jeito
Ajudá-la achei que era meu papel
Nós dois bebemos e você pra mim sorria
Eu só sei que no outro dia acordamos num motel.

Um grande amor nasceu então naquela noite
Eu senti isso ao beijar a boca sua
Eu encontrei o grande amor da minha vida
No coração de uma mulher da rua.
Se Jesus Cristo perdoou a madalena
Foi um exemplo que ele quis nos mostrar
Se uma mulher é uma perdida mariposa
Pode ser uma boa esposa se um amor ela encontrar.

Muitas esposas deixaram suas casas
E hoje vivem pelas ruas a vagar
Porém você da rua já esqueceu
Hoje é mãe dos filhos meus rainha do meu lar.