Burro Tem Que Comer Capim
Léo Canhoto e Robertinho

Fui um dia na cidade para ver
Se eu arrumava uma garota para mim
Desci a rua da estação rodoviária
Foi me sentar no velho banco do jardim.
Fiquei olhando os passarinhos que cantavam
Ente as folhas de um lindo pé de alecrim
E de repente uma garota muito linda
Sentou-se a meu lado e sorrindo me disse assim:

- Y love you..!

Ao ver a moça me falando desse jeito
Eu dei um tapa no seu rosto encantador
Ela saiu derramando suas lagrimas
Todos notaram que era grande sua dor.
Suas palavra seu guardei em minha memória
Sei que feri profundamente seu amor
Para saber o que ela tinha me falado
No outro dia procurei um professor.

Falado:

- Professor estou chateado, bate no rosto de uma linda garota. Agora estou triste, sabe.
- Você bateu na moça, por quê?
- Bati porque ela me xingou.
- E do que foi que ela lhe xingou?
- Ela me xingou de um tal de "y Love you".
- Que é isso meu amigo. Ela disse que te amava.
- Então ela disse que me ama.
- Claro que ela disse isso! Você é um burro dos grandes, ai cara!
- É, sou mesmo.

Cantado:

Agora vivo procurando essa garota
Se eu não a vejo acabo ficando louco
Eu sou culpado do que sofro até morrer
Sofrendo muito para mim ainda é pouco.
Todos os dias me sento no mesmo banco
Lá no jardim onde a história aconteceu,
Chorando espero para ver se ela volta
Mais até hoje ela não apareceu

- E quem nasce burro tem que comer capim.