Calça Jeans
Léo Canhoto e Robertinho

Volta, amor, eu lhe suplico, imploro por piedade
É triste a saudade que eu sinto de você
Aqui tudo está sem vida, meu viver é um tormento
É cruel meu sofrimento, não consigo lhe esquecer

Suas íntimas roupinhas aumenta meu desespero
Elas são meus travesseiros, colado em meu rosto assim
Me deito sobre a sua saia pra te sentir do meu lado
Durmo sozinho abraçado com a sua calça jeans

Sua jaqueta desbotada me serve de cobertor
Mas me falta seu calor, minha adorada companheira
Sua blusa é meu lençol aquecendo a paixão louca
Porém falta-me sua boca pra beijar-me a noite inteira

Meus braços estão vazios porque não tenho seu corpo
Meio vivo, meio morto, me arrasto na solidão
Grande amor da minha vida, me devolva a vida agora
Sem vida estou vivendo, minha alma por ti chora
Em suas mãos está a vida do meu coração