Canção do Carreteiro
Léo Canhoto e Robertinho

Eu sou carreteiro, eu sou brasileiro
Não sou desordeiro, não sou valentão
E é bom que eu diga não gosto de intriga
Mas tendo uma briga eu não fujo não.
Arrasto o progresso, a Deus eu só peço
Amor com excesso a todos meus irmãos
Enfrento a dureza, não quero riqueza
Trabalho sorrindo, disfarço a tristeza
Pra ver a grandeza da nossa nação.

Com a carga pesada eu vivo na estrada
Mas em minha amada estou a pensar
Sigo meu caminho, tropeço em espinhos
Lembro dos barrigudinhos , me ponho a chora
Às vezes ferido, mal compreendido
De queixo erguido eu sigo a rodar
Em minha jornada não penso em mais nada
Mundo sem porteira, ô vida dana...da
A carga pesada, preciso entregar

Eu sou carreteiro, sou bom brasileiro
Pra ver o progresso minha luta é frebil
Jesus eu lhe peço meu bom companheiro
Olhe os caminhoneiros do nosso Brasil.