Dor de Cotovelo
Léo Canhoto e Robertinho

Por causa dela vou no boteco tomar um negocio
Por causa dela meu coração tem vez que dispara
Por causa dela vivo sofrendo feito um camelo
Sinto uma dor no meu cotovelo
Vou no boteco encher a cara.

Eu gosto dela, mas a danada não me dá bola;
Vou fazer tudo pra ver se ela quer ser meu bem;
Se não der certo até e capaz de me dar um treco
Daí então eu vou pro boteco
Juro que vou pra beber um trem.

To ficando maluco, to gamado por ela
Vou beber mais um trago pra curar paixão
Ela sabe de tudo, mas não liga pra mim
E por isso que eu vou
No boteco da esquina beber um garrafão.