Guarania do Adeus
Léo Canhoto e Robertinho

Adeus meu querido amor você vai partir
E eu ficarei aqui triste a sofrer
Você me ensinou como te amar
Mas não me ensinou como te esquecer.

Não olhe para trás se não quiser ver alguém
Que ria sofrer com a solidão
Você vai partir para longe dos olhos meus
Porem sentirei você no meu coração.

Se um dia lembrar de mim, estarei aqui
Regresse quando quiser de cabaça erguida
Ninguém irá ocupar o seu lugar
Você é o terno amor da minha vida.