O Infeliz
Léo Canhoto e Robertinho

Infelizmente o sol já vai se esconder
Vai anoitecer e eu não tenho para onde ir
Me resta apenas fechar a porta do meu quarto
Chorar de novo soluçar baixinho sem poder dormir.
Onde andará meu amorzinho neste momento
Por que será que a pessoa que eu amor me despreza assim
Mais uma note de amargura e de sofrimento
Não sei por que eu fui amar alguém que não gosta de mim.

Ai, é triste o abandono quando se ama e tem saudade
Ai, já não agüento mais é grande a minha infelicidade.

Daqui a pouco a madrugada estará chegando
E eu chorando em meu quarto sem ninguém
Vico á espera de um amor que talvez não volte
Por que se encontra neste momento com outro alguém.
A fria chuva cai lentamente em minha janela
Molhando as flores que nos plantamos em nosso jardim
Mas eu continuo derramando as lagrimas
De um sofrimento que não tem mais fim.