Paginas da Minha História
Léo Canhoto e Robertinho

Peguei um lápis,e uma folha de papel
E a minha história comecei a escrever
Contei por parte pedaços da minha infancia
Na esperança que alguém pudesse ler
Falei do tempo que eu morava lá na roça
Numa palhoça bem juntinho ao pé da serra
Eu era criança quase nada eu sabia
Mas só queria ter um pedaço de terra.

Meu pai não tinha escola nem dinheiro
Era um vaqueiro trabalhava tão contente
O dia inteiro ele ficava na lida
Só voltava pra casa depois do sol poente
Passou o tempo mudamos pra cidade
Uma nova realidade eu tive que encarar
Foi tão dificel te confesso meu amigo
Pra conseguir trabalho eu tive que estudar.
Refrão
A vida passa tudo acaba é assim
Mais para mim só a sudade é o resta
Não tenho terras e também não tenho dinheiro
Sou mais um brasileiro que acredita em promessas.