Sem Revanche
Léo Canhoto e Robertinho

Nosso mal foi não termos cortado o mal pela raiz
Foi fatal, por isso agora só nos resta o adeus amor.
O ciúme acabou com tudo que nos planejamos
Um amor tão lindo nós o transformamos
Num campo de guerra cheio de amargura e dor.

Você sonhou alto demais brincou com a felicidade
Você negou o amor que tanto quis por isso vai se arrepender
Você subiu, ganhou espaço sem um para quedas
Por isso meu bem será triste sua queda
Sem ninguém por perto pra lhe socorrer.

Ira maldizer a hora que você brincou
Com o sentimento de quem lhe amou
Quem lhe quis um dia você fiz chorar.
Terá que conviver ao lado de um cruel desprezo
Sentindo na alma a tortura e o peso
Procurando amor sem o amor encontrar.