Você Não Presta, Mas Eu Te Amo
Léo Canhoto e Robertinho

Você não presta, mas eu te mão profundamente,
Todos conhecem sua péssima reputação
Mesmo assim eu vou te amar eternamente
Viver ausente dos beijos seus não consigo não.

Você não tem um pingo de vergonha, mas não me importo
Você é capaz de trair o próprio Jesus Cristo
Mas em seus braços eu sou feliz, bastante feliz
Você não presta, mas de você meu bem eu não desisto.

Quando você vai embora me sinto num fracasso
Quero sair correndo e pular nos seus braços
Por que sem seus carinhos não viverei em paz
Meu bem você não presta, mais eu te amo cada vez mais.