A lei do Destino
Lourenço e Lourival

Um advogado recém formado
Em seu escritório recebeu alguém,
Que confessando não ser só covarde
Dizia ser um criminoso também
Ouça o detalhe da minha história,
Vou lhe contar detalhado doutor
No banco do réu se eu for vitorioso
Cinquenta por cento eu darei ao senhor.

Creia doutor na história que conto,
Sou milionário e vou explicar
O meu egoísmo maior que minh'alma
Levou-me ao abismo do mundo sem ar
Minha mãe gestava um outro inocente
Eu não aceitava como herdeiro
Por que dividir a herança pros dois
Se eu sou mais velho, sou dono primeiro.

Depois de nascido meu irmão rival
Num lugar deserto comigo levei
E num formigueiro fervendo feroz
Sem ter piedade a criança eu deixei
Um cavaleiro me surpreendeu
O bárbaro crime de perto ele viu
Levando a criança pras mãos do direito
E o criminoso jamais alguém viu.

O advogado foi o promotor
E sua consciência foi o juíz
Porque o direito sempre que é direito
E todos as fruteiras tem boas raízes
O advogado abraçou o assassino
Ouvindo a história disse ao irmão seu
Vamos comigo abraçar nossos pais
Aquela criança de outrora sou eu