Anjo da Estrada
Lourenço e Lourival

Na estrada de belem brasilia
Com a sua filha
Um casal de turista

Num inverno de ceu encoberto
Socorro mais perto
Pra ser realista

Era so no kilometro duzentos
Veja o tormento
Para o motorista

Que durmiu numa curva da estrada
Ja de madrugada
E capotou na pista

E o carro deu perca total
E aquele casal
Nenhum corte sofreu

Mais a filha sangrava bastante
Naquele instante
Aos pais ocorreu

Que somente uma força divina
Salvava a menina
Do triste adeus

E o casal gritava na pista
Filhinha resista
Tenha fe em deus

De repente na escuridao
Virao um clarao
E um carro parar

Todo branco bunto e possante
Tinha ao volante
Alguem familir

Socorrendo naquele momento
Do acostamento
Os turistas a chorar

E o carro a duzentos saia
Ate parecia
Que ia vuar

E chegando a um hospital
Um clinico geral
Estancou a safena

Da garota que tanto sofria
E assim reagia
Aquela pequena

E o casal ja feliz no conforto
Falou ao piloto
A vitori foi plena

E o rapais ao casal deu risada
Era o anjo da estrada
O ayrton senna