Buscando a Mineira
Lourenço e Lourival

Estou muito aborrecido vivendo assim desta maneira
Por causa de uma mineira que me traz numa embromeira
Já não como e nem durmo, vivo deitado na esteira
Só levanto pra tratar minha besta na cocheira.

O sereno cai macio na folha da laranjeira
Nem que seja bem de noite vou buscar aquela mineira
Trago ela na garupa da minha besta ligeira
A besta pisa macio que não levanta poeira.

Eu recebi uma carta e foi nesta segunda-feira
Dizendo que já esta pronta pra nós dois sumir na poeira
Vou pagar a minha besta e sair na quarta-feira
Cortando de légua e meia pra chegar em Porto Ferreira.

Vou chegar na casa dela quietinho sem fazer zoeira
Vou chegar e vou dizer já estou aqui mineira
Vou por ela na garupa e sair na sexta-feira
Trazer a morena comigo pra ser minha companheira.