Cacho de Uva
Lourenço e Lourival

Toada

Declamado:

Uma viúva milionária por nome de Catarina
Tinha uma filha tão linda que se chamava Regina
Encontrou com uma cigana que leu a sorte da menina
E cigana virou e disse: - Eu tenho pena em lhe dizer
É picada de uma cobra que sua filha vai morrer.


Cantado:

A viúva milionária respondeu com soberbia
Tenho dinheiro de sobra para salvar a minha filha,
Mandou construir um quarto do jeito que ela queria.
Todo fechado de vidro onde nem mosca não ia,
E a menina só de medo nem do quarto não saia,
Da morte ninguém escapa quando é chagado o dia.

O que tem que acontecer não adiante contrariar
Regina um dia cedo, da janela foi olhar
Um bonito cacho de uva que tava no parreiral.
Chamou logo sua mãe, pediu que fosse buscar
Aquela cacho de uva ela queria chupar
Não sabia a coitadinha que a desgraça ia se dar.

Dentro do cacho de uva um cobrinha enrolada
Era muito venenosa, filha de urutu dourada,
Bem na boca da menina a cobra deu uma picada
Regina só deu um grito, caiu morrendo a coitada
E a viúva milionária ficou com a dinheirada
Contra a força de destino dinheiro não valeu nada.