Estancia Vazia
Lourenço e Lourival

Revi aquela cidade a estância famosa
Onde passamos uma noite da lua de mel
O trenzinho e a charrete e as flores da praça
Repousei naquele mesmo quartinho de hotel
A mesma cama que um dia me deste teu corpo
Revi o mesmo cinzeiro no criado mudo
Onde deixei meu cigarro virando fumaça
Daquela noite só resta fumaça de tudo.

Estância vazia de um lugar qualquer
Estância que um dia eu te fiz mulher

Na fonte luminosa e naquele barquinho
Onde contigo sentei pra fazer nossos planos
No arco-íris das águas que a luz refletia
Eu só não vi o futuro dos meus desenganos
O periquito mentiu quando leu a minha sorte
No realejo tristonho tirou-me um papelzinho
Se ele disse que eu ia ter felicidade
Por que meu Deus hoje vivo no mundo sozinho.

Hoje vive tão longe nos braços de outro
Será que não lembra de rever esta estância
Velha saudade que faz voltar ao passado
Como andorinha no céu a sumir na distância
Sentei-me junto a fonte e chorei recordando
A minha volta foi triste dourou só um dia
Meu pranto igual a cascata rolou em meus olhos
Naquela estância famosa um pouco eu morria.