Feira de Ilusão
Lourenço e Lourival

Queria ser simples pára-brisa
Para defrontar com a sua visão
Queria usar as minhas camisas
Todas manchadas pelo seu batom
Queria do mundo me esconder
Em meio aos seus braços e seu coração
Como eu gostaria de ter
Um minuto a sua atenção

Sei que é um direito que me assiste
Amar quem me convém
No entanto eu fico tão triste
Quando eu te vejo nos braços de alguém
Mulher existe aos milhões
Mas para mim é você e mais ninguém
O mundo é uma feira de ilusões
Onde eu vivo iludido também