Mais Um Na Fila
Lourenço e Lourival

Há muito tempo eu procuro um emprego
Acordo muito cedo pra pegar a fila
Na esperança de ser contratado
E não barrado na porta da firma

E aí vem a dura realidade
E a minha idade não é a aprovada
Mais uma vez eu sou excluído
Volto aborrecido de novo pra casa

Eu já passei dos quarenta
E o que faço agora
Estou velho pra arranjar emprego
E muito novo pra pedir esmola

O dinheiro não vai cair do céu
Pra apagar o aluguel, conta e luz e água
Quem é que vai garantir as despesas
Por o pão na mesa da minha casa

Esta falta de atenção e respeito
Preconceito nos leva ao fracasso
A rejeição da idade é uma barra
Com perdão da palavra é um pé no saco