Meu Pranto
Lourenço e Lourival

De um certo tempo para cá a felicidade esqueceu de mim
A minha vida transformou e eu não esperava que fosse assim
A vida é um grande jogo, o destino muda e a gente padece
As vezes procuro esconder, mas de vez em quando meu pranto desce.

Amar como eu amei e não encontrei a felicidade
Amor me deu por capricho somente o direito de sentir saudade

Meu pranto é a testemunha de quem tanto sofre problemas de amor
Se eu morresse amanhã seria um remédio para minha dor.
Meu pranto é pranto sublime por que desvanece com a solidão
Meu pranto fala de tristeza, fala de saudade e recordação.