Moças da Pá Virada
Lourenço e Lourival

Quando eu tinha vinte anos de idade
Bem na flor da mocidade tive uma namorada
Lá no meu bairro todo mundo comentava
Que a moça não prestava que era da pá virada
Meu velho pai não topava a cara dela
Ficava de sentinela não deixava eu namorar
Se eu teimasse o meu velho bronqueava
Irritado me xingava pra todo mundo escutar

Meu filho larga dessa moça larga
Meu filho larga dessa moça larga
Meu filho larga dessa moça larga
Se não a sua cabeça não vai agüentar a carga

Aquela moça pra casar não me servia
Com todos ela saía no maior agarra agarra
Eu via tudo e fingia que não via na
Verdade eu queria namorá ela por farra
Num certo dia eu fui num forró com ela
Estava agarrado nela e ela agarrada em mim e
De repente no meio daquele povo o
Papai chegou de novo e gritou assim

Meu filho larga dessa moça larga
Meu filho larga dessa moça larga
Meu filho larga dessa moça larga
Se não a sua cabeça não vai agüentar a carga 3x