Sofá Velho
Lourenço e Lourival

Cheguei em casa de fogo briguei com minha mulher
Ela me deixou sem almoço, sem janta e em café
Já faz mais de uma semana que comigo ela não fala
Faz tempo que estou dormindo no sofá velho da sala

Ai, sofá velho meu amigo e companheiro
Ai, sofá velho meu amigo e companheiro
Se não fosse você
A minha cama era o terreiro

Quando tomo uma e outras lá em casa a coisa esquenta
A mulher fica nervosa e brava que nem pimenta
Me chama de trem atoa vagabundo e beberrão
O sofá velho da sala e quem aguenta os rojão

Minha mulher é ciumenta e detesta bebedeira
Quando fica emburrada dá nó até em goteira
Ela fica enfezada pega tudo e arrebenta
Tranca a porta do quarto e o sofá velho que aguenta