Terra Molhada
Lourenço e Lourival

Arei a terra arrumei o meu roçado
Deixei o chão preparado pra plantar e pra colher
Vivo torcendo pra que as nuvens alimentem
Toda sede da semente, tô rezando pra chover.

Deus que me livre de uma seca nesses lados
Porque no ano passado plantei tanto e colhi nada
Mas neste ano Deus ouvirá minha prece
E a minha esperança cresce de ver a terra molhada.

Vai chover, vai chover,
Sopro de brisa anuncia a chuva mansa no sertão
Neste ano o que eu plantar vou colher
Não vai faltar o pão, não vai faltar o pão.