Transporte de Saudade
Lourenço e Lourival

Um mini carro de boi em casa tenho guardado
Que retrata a minha vida muitas coisas do passado
Eu já fui candeeiro e carreiro respeitado
Nesta lida de transporte
Já rodei de sul ao norte e corri todos os estados.

Neste carro transportei ouro, prata e marfim.
Carreguei muita esperança do sertão de onde vim
Trago do carreador um lembrança sem fim
Daqueles pingos de orvalho
Que caíram no atalho no serpentear do capim.

Este carro pra mim foi um transporte de valor
Carreguei muito cansaço, solidão e muita dor.
Também a felicidade, muita fé e muito amor.
Hoje meu sorriso é franco
Vejo meu filho de branco e seu diploma de doutor.

Este carro é o espelho que mostra a realidade
Ela já foi um transporte do sertão para a cidade
Transporta livro e caderno pra escola e faculdade
Com a vinda do progresso
Hoje só transporto em verso uma carga de saudade.