Amor Imortal
Maiara e Maraisa

É imortal, esse amor que eu sinto
E nada pode me matar
Tantos abismos, já correu tantos riscos
Quase não deu pra escapar
Paro e fico pensando
O quanto você machucou
Esse meu coração
Que tem só te dado amor
Se você me magoa eu
Deveria te esquecer
É inútil, é á toa, eu vivo
E morro por você

Esse amor é imortal
Resiste á aço, ferro e fogo
Ferido se cura de novo
E não tem igual
Esse amor é imortal

Pra você todos os dias
Está aberta a minha porta
O amor verdadeiro resiste
A tudo e a tudo suporta
Pra você todos os dias
Está aberta a minha porta
O amor verdadeiro resiste a tudo
E a tudo suporta