Comé Que Larga Desse Trem
Maiara e Maraisa

Que a gente não dá certo isso é fato, não é boato
De vez em quando briga, voa até porta-retrato
Me faz de gato e sapato, sabe meu ponto fraco
E quando eu tô pra ir embora, me dá aquele abraço

E eu fico andando em círculo
Meu Deus do céu, quando é que eu vou parar com isso?

Comé que larga desse trem?
Já fiz de tudo pra esquecer
Não esqueço nem por reza braba
Nem tomando cachaça
Não aguento essa cara de quem não vale nada
E sabe bem o poder que tem

Comé que larga desse trem?
Já fiz de tudo pra esquecer
Não esqueço nem por reza braba
Nem tomando cachaça
Não aguento essa cara de quem não vale nada
E sabe bem me convencer que sem você não sou ninguém

Comé que larga desse trem?