Filme de Terror Brasileiro
Maldita

Os mortos estão vivos
Eles estão vagando perdidos
Enrolados nas mortalhas das cidades do Brasil
Apoteose da loucura
Os bandidos estão dançando
A sua ética é medonha
O seu cachorro está mancando

Eu sonhei que o mundo estava acabando
Eu não vou olhar para trás

Tem um caleidoscópio no para-brisas de sangue
Vamos para um lugar desconhecido
Onde ninguém sobrevive

É um filme de terror, é um filme de terror
A minha vida é um filme de terror brasileiro
É um filme de terror, é um filme de terror
A minha vida é um filme de terror brasileiro

Eu sonhei que eu era o jason
Eu não vou me arrepender

Eu sonhei que o mundo estava acabando
Eu não vou me arrepender de nada

Eu me agarro em você com as minhas mãos
E a minha dor (incomensurável)
Acelerando em queda livre eu me jogo da janela
Com você nos meus braços
(É o meu destino)
Eu te traria comigo para o inferno
São malditos os homens que matam
Em nosso pais