Garoto Nero
Maldita

Fantasma materno
Eu assistia o seu rosto a noite inteira na televisão
Tão jovem, desperto
E você sabe que eu podia te educar
Não é tão fácil
Como um delírio ou uma alucinação
Agora está escuro
Desça as escadas, mas tome cuidado, meu filho
Não olhe para trás

E eu sou o garoto Nero
Eu sou o garoto Nero
Eu sou o garoto Nero
Eu sou o garoto Nero

Eterno inverno
Eu só queria te dar algo para você se lembrar de mim
Um corte profundo, fiquei consciente a dor já fazendo você questionar
Do que você é feito, por que você sonha?
Qual seu desejo mais reprimido?
Quais são os impulsos que te mantêm vivo?

Taumatúrgico! Repressão!
Introduza o garoto no molde e faça um milhão de cópias dele!
Taumatúrgico! Convulsão!
Faça com que se sinta humano, mas em hipótese alguma transgredir a lei
Paranoia! Inconsciente!
E olhe só estes dentes?! Podres como as artérias do meu coração!
Espasmódico! Convulsão!
Os seus pais, a sua sombra e a polícia, estão todos de olho em você, garoto