Ossos Brancos
Maldita

Beijos e arranhões nas minhas costas
Atalhos sólidos a rachar
Eu levei-a para baixo e para baixo
Estou sem fôlego, começo a me afogar
Estava me matando, estava me matando
Tudo descontrolado...
Me matando, estava me matando
Tudo descontrolado...
Me matando, estava me matando...
Tudo...

São feitos para você, são dignos de você
Meus ossos brancos.
São feitos para você, armados por você
Meus ossos brancos.

Beijos e arranhões nas minhas costas
Os braços mancham-se de vermelho
A casa dela é repugnante
E é o meu maior segredo
Estava me matando, estava me matando
Tudo descontrolado...
Me matando, estava me matando
Tudo descontrolado...
Me matando, estava me matando
Tudo...

São feitos para você, são dignos de você
Meus ossos brancos.
São feitos para você, armados por você
Meus ossos brancos.