Ninguem Merece
Malhação

Estou aqui de frente ao oceano
Que então começa a secar
Está se transformando em areia
Me hipnotizando ao atravessar

Digo que existe um oásis
E sinto seu cheiro pelo ar
Devo estar andando à sua volta
Ou então começo a delirar

Ninguém merece
Ouvir tambor distante
Ninguém merece
As luzes no horizonte

Tô lhe esperando
No meio dessa ponte
Pro seu bloco encontra o meu
E a gente então se misturar
E sair pra zoar.