Como Vai?
Maneva

Como vai, tudo bem?
Confesso que há muito não pensava em você
Ao deitar, bebi e não lembrei
Eu sei que é triste mas eu digo que rezar eu já não sei

E os que não sabem como podem conversar
Pra lhe agradecer?
Será que todas as minhas palavras
Nunca podem terminar com amém?
Com amém

Quero paz e viver cercado pelos bons
Para nunca padecer
Vou lutar sempre pra ser bom
Se eu pecar, mil perdões
Pois me deste a vida sem maiores instruções
Sempre irei tentar meu melhor

Com o dedo em riste, ouço impropérios
De quem diz servir você
Dizem que estão em tua casa, e vejo luxo a prevalecer
Acho que um templo de concreto
Não é a casa do sagrado Deus
Do meu Deus!