Vi
Maneva

Vi, seu corpo sorrindo pra mim seus gestos me dizendo sim suas formas que me dão prazer
Vi, delicada como um rubi me aflige se a vejo partir escondido eu tento te ler
Mas eu sei que essa vontade não reflete a realidade que nós podemos viver
Te desejo desde os ossos meu castigo é que não posso desistir de um sonho meu