Comigo Não, Violão
Marchinhas de Carnaval

Eu bem sei que este teu desprezo
É fingimento, é despeito por me ver
Sempre a brincar, sem mesmo te olhar
É isto que te obriga a padecer


Comigo não, violão
Comigo não, violão
Pois o teu mal
É só paixão


Fingir é melhor quando os amores
Num coração infeliz não correm bem
Tens o penar, é bom disfarçar
E amor não demonstrar a mais ninguém