Faz Um Ano
Marco Brasil

Se eu pudesse, lhe contar.
Como eu sofro noite e dia.
Se eu soubesse, onde estás,
Aos seus braços, eu voltaria.

REFRÃO:
Faz um ano. que eu choro, noite-dia.
(Faz um ano, que eu padeço de saudades vida minha. BIS:)

Ainda existe, a palmeira la gruta três-maria.
Sua sombra, nosso abrigo, aos domingos de tardinha.
E no tronco, da palmeira, já está se apagando.
Os versos de amor que escrevemos. Dentro de um coração.

Mais um dia que se acaba,
Outra noite se aproxima.
Um sorriso, um suspiro, outra lágrima perdida.


REFRÃO:
Faz um ano. que eu choro, noite-dia.
(Faz um ano, que eu padeço de saudades vida minha. BIS:)