Mulher, Cerveja e Viola
Marco Brasil

Onde tem mulher bonita
Cerveja gelada e viola
Pode crer que eu to no meio
Não da pra ficar de fora

Tem três coisas nesse mundo
Que não da pra dispensar
Viola bem ponteada
Cerveja gelada
E alguém pra amar
Mas também tem coisa chata
Que enche o saco da gente
Viola desafinada
Mulher mal-amada
E cerveja quente

Onde tem mulher bonita
Cerveja gelada e viola
Pode crer que eu to no meio
Não da pra ficar de fora

A viola é festa louca
Que mexe no inconsciente
Arrepia até careca
Faz levantar o doente
Se tem cerveja, tem farra
Se tem mulher, melhorou

Mulher, cerveja e viola
Pra mim não tem hora
Me chama que eu vou