Arco da Velha Índia
Maria Bethânia

O arco da velha flecha
Inda é marco na floresta
O arco da velha índia
Vale ainda o que retesa

O arco é croa e roca
Coroa a índia que tece
O arco ainda acontece
Corta o céu numa prece
O arco em forma de boca
Sustenta a oca e a taba
Roca o fim, mas não acaba
E finda sempre afinado

O arco anarco da índia
Narcótico tico avoado
É o arco iris da vida
Em monocordo tornado

O arco da velha índia
E corda vocal insubmissa
Rabeca de uma corda
Que em desacordo atiça
A aldeia contra o futuro
Duro de dar dó
E preguiça

No arco a flecha de fogo
Incedeia o escuro
Parco parceiro do tempo
Toré em estado puro
O arco da velha índia