Cacilda
Maria Bethânia

Com que lábios te beijei
Lábios de amor
Lábios de atriz

Com que lábios eu te quis
Com que chorei
E ris

Com que lábios me pintei
Com que lábios fui feliz

E depois nem perguntei
Com que paixão
Deixei levar

Entreguei o coração
Ao turbilhão
Do mar

Nas lágrimas que derramei de mim pra mim
Em espetáculo me dei
Mirei no teu espelho e vi o espelho de ninguém

Mas na lábia pequena em que me descobri
Da boca de cena nasci
Pra grande lábia de viver o gozo de existir

E com você
Saber enfim
Que sim

Fingir, fingir, fingir
E atingir
O ser
De atriz