Silêncio
Maria Bethânia

Silêncio, hoje eu preciso tanto ouvir o céu
Já não é mais urgente assim falar
Meu coração precisa repousar

Eu venho lá dos sertões onde a saudade se perdeu
Daquela estrada empoeirada que doeu
Como uma flor que resistiu assim sou eu

Silêncio, eu quero ouvir o que me diz a imensidão
Saber se minha alma tem razão
Quando acredita que essas coisas vão durar

Silêncio, pra eu me lembrar de tanta coisa que eu sonhei
Encontrar todas as folhas que eu juntei
Por essa estrada que me trás até a mim

Silêncio, hoje eu preciso tanto ouvir o céu
Já não é mais urgente assim falar
Meu coração precisa repousar

Eu venho lá dos sertões onde a saudade se perdeu
Daquela estrada empoeirada que doeu
Como uma flor que resistiu assim sou eu

Silêncio, eu quero ouvir o que me diz a imensidão
Saber se minha alma tem razão
Quando acredita que essas coisas vão durar

Silêncio, pra eu me lembrar de tanta coisa que eu sonhei
Encontrar todas as folhas que eu juntei
Por essa estrada que me trás até a mim