Minha Culpa
Milionário e José Rico

Faz três dias que passo bebendo
Quantas noites que não tenho sono
Que passo acordado em meu leito
No mais triste e cruel abandono
Nem que eu queira esconder não consigo
Os erros por mim praticados
Se no júri do amor fui um réu
Foi bem justo eu ser condenado.

E os meus filhos nem sei como vivem
Se me odeiam confesso nem sei
Se me julgam culpado de tudo
Eu entrego nas mãos de deus
Pois um homem que sofre inocente
Por direito merece o perdão
Reconheço minha culpa é demais
Sofre e chora pobre coração.