Porto da Saudade
Milionário e José Rico

"é isto aí amigo,
É no porto da saudade que eu choro a despedida."

Talvez por ciúme aconteceu
O culpado não fui eu
Por tudo isso ou muito mais
Durante muito tempo eu padeci
Só deus sabe o que sofri
Pra manter as aparências.

Fui a luz, sou escuro sem brilho
Na atual realidade já nem sei quem sou
Fui certeza esperança e desespero
Com ilusão e com carinho conquistei
Passou o tempo
Alguém perdeu e eu ganhei.

Passou o tempo
O tempo se foi
E recompensa está comigo
Se nossas vidas antes foi um mar de rosas
E no porto da saudade nós choramos
A despedida.

"olha eu aqui de novo
Apaixonado com sempre."

Fui a luz, sou escuro...