Sozinho Na Estrada
Milionário e José Rico

Em meu carro vou em disparada
Na longa estrada de um lido passado
Imprimindo mais velocidade
Eu sinto saudade de um bem amado

Quantas vezes passei nesta estrada
Com ela sentada no banco ao meu lado
Agora só ouço o bando do carro vazio
Nas noites de frio só ouço o motor
Meu Deus, como é triste a calada da noite
Que falta eu sinto do meu grande amor

Nesta longa estrada da vida
Estrada comprida de tanta ilusão
Encontrei um alguém de repente
E dei de presente o meu coração
Hoje volto no mesmo caminho
Trazendo os espinhos da desilusão