Cinderela Em Negativo
Moreira da Silva

Não vou deixar de me lembrar a vida inteira
Daquela dona que encontrei na gafieira
Uma crioula que era mesmo uma beleza
Mal comparando, parecia uma princesa

Com um vestido de "shantung" desbotado
Todo enfeitado com pedaços de vidrilho
Um sapatinho mal pintado de doirado
E uma peruca feita de barba de milho

Eu lhe dirigi uma piada
Ela ficou zangada, me fez "mal-criação"
Sapecou-me um chute na canela
E o sapato dela ficou na minha mão

Só muito depois é que eu pensei e raciocinei
Quem podia ser aquela
Pois fiquem sabendo, minha gente,
Que a neguinha saliente era minha Cinderela

Breque:
Senhoras e senhores, tenho a honra de lhes apresentar
Aquela... a minha... quem será? Será a Dirce Machado, a pioneira das mulatas?
Não, senhoras e senhores, é a minha, a minha querida crioula Cinderela!
(Aplausos, assobios...)

Não vou deixar de me lembrar a vida inteira
De uma dona que encontrei na gafieira
Uma crioula que era mesmo uma beleza
Mal comparando, parecia uma princesa

... (Repete até o fim, exceto o breque.)