Garota Genial
Moreira da Silva

A escurinha que eu tenho
Que garota genial
Prá sambar está com saúde
Prá trabalhar passa mal.

Em matéria de comida
Eu nem gosto de falar
A garota é um sucesso
Quando senta prá jantar.

Outro dia no Paisano
Comeu quatro feijoadas
Uma melancia inteira
E depois, chá com torradas.

No final da comilânça
O pior aconteceu
A nêga ficou zangada
Achou que quase não comeu
Quase morreu.