O trenzinho
Nando Miranda

Um dia desses foi que eu vi a coisa feia
Eu estava muito alegre
E dançava a noite inteira
Foi num bailão a brincadeira do trenzinho
Quem puxava era meu bem o resto era vagãozinho
E vai e vai e vai e vai e vai e vem
Segurando na cintura agarradinho no meu bem
E vai e vai e vai e vai e vai e vem
Era mesmo uma delícia imitar o vagão do trem

No vai e vem no balanço da alegria
O bailão tava animado
E parar ninguém queria
Nesse trenzinho todo mundo se encostando
Era um tal de rala-rala eu o calor ia aumentando
E vai e vai e vai e vai e vai e vem
Segurando na cintura agarradinho no meu bem
E vai e vai e vai e vai e vai e vem
Era mesmo uma delícia imitar o vagão do trem

No rala -rala vim que a coisa foi mudando
Esqueci que no salão tinha mais gente dançando
"Sartei de banda " quando vi que um negão
Tava muito animando e com segunda intenção
E vai e vai e vai e vai e vai e vem
Segurando na cintura agarradinho no meu bem
E vai e vai e vai e vai e vai e vem
E eu de olho num negão querendo brincar de trem

" Sartei de banda" e com o susto acordei
Me senti aliviado foi um sonho que sonhei
Barbaridade! Se isso você de verdade
Que diria minha mãe pras mocinhas da cidade

E vai e vai e vai e vai e vai e vem
Segurando na cintura agarradinho no meu bem
E vai e vai e vai e vai e vai e vem
Era mesmo uma delícia imitar o vagão do trem