Pra Ver Meu Bem (part Os Monarcas)
Os 4 Gaudérios

o dia amanheceu ensolarado
lá pros lados onde mora minha vida meu amor
é hora de encilhar o meu cavalo
e sair pisando orvalho pra rever aquela flor
depois de um mate, eu boto o pé no estribo
e me saio à galopito com vontade de chegar
cruzando o arvoredo eu vou indo
bem contente vou ouvindo o cantar do sabiá

cavalo que vai, estrada que vem
sem demora eu tô nos braços de quem mais eu quero bem
cavalo que vai, estrada que vem
sem demora eu tô nos braços de quem mais eu quero bem

sentindo o cheiro doce da pitanga
ouvindo a àgua da sanga lentamente e murmurar
eu vou me aprochegando pro seu rancho
onde ela tá me esperando anciosa pra matear
é lindo seu sorriso da janela
seu olhar de cinderela é um sonho que me embala
lembro disso quando chega o fim da tarde
trazendo o seu perfume enrolado no meu pala