À Senhora Aparecida
Padre Zezinho

Venho cantar meu canto, cheio de amor e vida
Venho louvar aquela a quem chamo "senhora de aparecida"
Venho louvar maria mãe do libertador
Venho louvar a virgem de cor morena, por seu amor
Venho louvar a virgem de cor morena por seu amor

Quero lembrar os fatos que aconteceram naquele dia
Quando por entre as redes, aquela imagem aparecia
Vendo surgir das águas a tosca imagem de negra cor
Agradeceram todos à mãe de cristo por tanto amor

Quero entender o culto que começou, desde aquele dia
Muitos não compreendem, dizendo ser uma idolatria
Mas neste simbolismo daquela imagem, de negra cor
Chega-se com maria ao santuário do salvador

Torno a lembrar os fatos que agora tocam a tanta gente
Esta senhora humilde, de cor morena, se fez presente
Numa nação, aonde imperava a mancha da escravidão
Nossa senhora escura nos diz que o cristo nos quer irmãos

Hoje, que eu vejo gente voltar contente de aparecida
Penso na minha igreja com os pequenos comprometida
Penso nas diferenças que ainda ferem o meu país
Peço que a mãe do cristo conduza o povo ao final feliz

Hoje eu me fiz romeiro sem ilusão e sem utopia
Fui visitar a casa que construíram pra mãe maria
E, no meu jeito simples de entender esta devoção
Virgem morena eu disse:
Conduz meu povo à libertação