Cântico De Tobias
Padre Zezinho

Tu és grande Senhor
Por todo o sempre
Eternidade, eternidade sem fim
Eternidade sem fim

Condenas mas também salvas
Deixas morrer, mas também ressuscitas
Ninguém se liberta de Ti
Nem de Tua vontade infinita
Ninguém se liberta de Ti
Nem de Tua vontade infinita

No meio dos estrangeiros
Tu me mandaste falar do Teu nome
Por causa da paz que me dás,
Eu não temo os caminhos dos homens
Por causa da paz que me dás,
Eu não temo os caminhos dos homens

Cativo, embora, e sem pátria
Eu viverei sem queixumes nem ais
Contigo ao meu lado eis que eu vou
Como aquele que sabe onde vai.